Nesta semana, Rita Ora igualou um recorde impressionante na parada de charts britânica, anteriormente dividido por duas cantoras há quase 30 anos. Sua colaboração com Liam Payne, “For You”, se tornou seu décimo segundo top 10 no chart da terra da rainha nesta semana, subindo para a ª posição.

Isso significa que Rita igualou o recorde de mais top 10 por uma cantora britânica, se juntando a Shirley Bassey e Petula Clark, que também possuem 12 Top 10s.

Rita tem arrasado nos charts britânicos nos últimos meses. No ano passado ela viu quatro de seus singles atingir o top 10: Your Song (7), Lonely Together (com Avicii, 4), Anywhere (2) e For You (8). Atrás de Rita, Petula e Shirley, possuem 11 Top 10s as cantoras Olivia Newton-John, Cilla Black, Emeli Sandé e Dusty Springfield.

“For You”, de Rita e Liam, aparece na trilha sonora de “Cinquenta Tons de Liberdade”, que estreou na segunda posição no chart de álbuns desta semana. O filme, que também tem a presença de Rita como a atriz, é o último da franquia.

Publicado em 16 de Fevereiro de 2018 às 18:03
Categorizado em: Notícias

Na semana passada Rita Ora conseguiu mais uma platina em sua carreira com o single “Anywhere”, mas nesta semana a vez foi de “Lonely Together” platinar. A sua colaboração com o DJ Avicii, que foi top 5 no chart oficial, atingiu o status de platina, oficializando assim suas mais de 600 mil cópias consumidas no UK.

Com isso, Rita Ora já tem cinco platinas no Reino Unido, três só nos últimos 12 meses, um grande feito para a cantora que há pouco tempo lutava para poder lançar uma música sequer. E isso deve ficar ainda maior: Rita Ora está brigando pelo título de cantora britânica com mais top 10 na história do Reino Unido, e ela deve chegar perto disso hoje, com o top 10 previsto de “For You” por lá.

Parabéns Rita!!

Publicado em 16 de Fevereiro de 2018 às 16:35
Categorizado em: Notícias

Rita Ora segue colhendo os frutos de seu smash hit “Anywhere” na terra da Rainha. Hoje ela recebeu o certificado de Platina pelas cópias consumidas da música em serviços de download e stream digital. É a segunda platina de Rita em menos de um ano, e a quarta da carreira. Com isso, Rita vendeu quase dois milhões de singles no Reino Unido desde Maio de 2017, com o lançamento de seu hit também platinado, “Your Song”.

“Anywhere” segue estável no iTunes ao redor do mundo, e juntamente com “For You”, está fazendo de Rita Ora a única artista feminina a ter duas músicas no top 15 do iTunes mundial juntamente de Camila Cabello. O novo álbum de Rita Ora está previsto para este ano.

Publicado em 9 de Fevereiro de 2018 às 18:33
Categorizado em: Notícias

Inicialmente apenas um pequeno papel de apoio, Mia Grey, personagem interpretada por Rita Ora na franquia “Cinquenta Tons”, cresceu na história, e chamou muito a atenção da criadora da franquia, E. L. James, e do diretor dos dois últimos filmes, James Foley.

Em Paris, na estreia do último filme da trilogia, ambos discutiram com repórteres a ideia de fazer um spin off da franquia com Mia Grey como a protagonista. “Eu amaria ver um filme com a Rita Ora, um filme completo com ela como protagonista. Ela é muito boa, ela tem uma grande parte em ‘Liberdade’ e ‘Mais Escuros’, então eu apoiaria isso”, disse James Foley, enquanto a criadora da franquia, Erika James, foi além: “Rita é uma boneca. E ela é uma atriz muito incrível e cantora também. Ela é perfeita. Vou planejar isso. Deve ser uma história de amor, porque eu gosto de histórias de amor”.

A trilogia chegou ao fim nesta semana, com a estreia de “Cinquenta Tons de Liberdade”, e o filme além de ser o que marca a maior proeminência de Mia Grey na história, também teve Rita Ora pela segunda vez na trilha sonora, a primeira com a música principal. “For You” acumulou mais de 30 milhões de visualizações em duas semanas e está no top 3 do iTunes mundial. A trilha sonora completa foi lançada hoje e vocês podem conferir em sua plataforma digital favorita clicando aqui.

Publicado em 9 de Fevereiro de 2018 às 13:13
Categorizado em: Cinquenta Tons de Cinza, Notícias

Rita Ora tem tido uma semana muito cheia. A cantora lançou sua nova música, “Proud”, na última sexta como parte do Open Mic Project da Absolut e nesta sexta, ela lançou o clipe de “For You” com Liam Payne, da trilha sonora de “Cinquenta Tons de Liberdade”. Ora também atua no filme, que estreia no dia 9 de Fevereiro.

Ora falou com a CBS News sobre o porque de “Proud” ter um grande significado para ela e como ela planeja mostrar solidariedade com o movimento Time’s Up no Grammy no Domingo. Tradução exclusiva do Rita Ora Brasil.


Me fale mais sobre seu trabalho com o projeto Open Mic da Absolut, aonde você trabalhou em uma música inspirada por histórias enviadas por fãs.

“Eles entraram em contato comigo há mais ou menos um ano para fazer algo positivo. Nós todos sentimos que está tendo uma mudança de dinâmica aonde nós realmente precisávamos fazer algo positivo para conectar as pessoas. A individualidade e ter o direito de mostrar a sua história e compartilhar aceitação, tudo isso me convenceu pois faz parte da minha jornada.”

O que a música “Proud’ representa para você?

“‘Proud’ foi uma música que eu fiz exclusivamente para a Absolut e o Spotify. Não vai estar no meu álbum. É só para esse projeto porque a ideia foi que eu queria que as histórias realmente inspirassem uma música que as pessoas pudessem ouvir quando precisarem serem levantadas ou estivessem numa situação procurando ajuda, e essa realmente foi a mensagem

Houveram histórias muito legais para mim. Muitas na realidade coincidentemente tinham a ver com problemas da classe LGBTQ e o lugar aonde elas cresceram, então em grande parte foi inspirada por esses ambientes. Algumas foram da Alemanha, do México e do Brasil, todos os lugares, e eles estiveram falando sobre as opiniões e julgamentos das pessoas. Isso foi algo que realmente se destacou, porque “orgulho”, eu sei que é uma palavra óbvia, mas também significa o que realmente significa, sem rodeios, e eu achei que seria uma boa ideia ir com uma palavra que todo mundo entendesse”

Você falou anteriormente sobre como você foi uma refugiada do Kosovo. Quando você era mais nova, você sentiu que era um desafio se sentir orgulhosa?

“Acho que foi mais difícil para minha família e parentes. Me mudei para o Reino Unido quando tinha apenas um ano de idade, então não me lembro direito, e fui muito sortuda nesse sentido mas eu definitivamente senti que havia uma barreira ali, quando eu tinha que explicar porque a comida da minha lancheira era um tipo diferente de comida ou algo assim. Houveram alguns ajustes mas eu nunca senti que eu não era bem vinda. Eu só sentia que tinha que ficar me explicando mais do que os outros.”

Você sente que a música te ajudou a construir seu orgulho e fazer você se sentir mais confiante?

“Eu acho que música para mim era como meu cobertor de segurança. Não sei como explicar. Eu sempre me sentia muito melhor tendo algo com que eu pudesse me expressar porque eu acho que a arte é uma das poucas coisas que nós ainda temos que restaram para mostrar nossas individualidades.”

Me fale sobre seu novo álbum. Seus fãs tem esperado por algum tempo… O que tem de diferente no novo álbum?

“Tenho trabalhado nesse álbum por cerca de três anos. Tem muito a ver com minha jornada desde criança e adolescente nessa indústria até me tornar uma mulher. Tem muito mais para dizer da minha história. Eu definitivamente cresci. Sou mais aberta e honesta. Pude trabalhar com pessoas legais no álbum: Marshmello, Avicii, Ed Sheeran. Tem tido o apoio de pessoas que também estão nesse negócio da música, então me ajudou a ficar mais confiante. Eu só estou cantando com todo o meu coração e muito, muito, muito orgulhosa”

Falando sobre sua colaboração com Ed Sheeran, você conhece ele desde sua adolescência. Como foi trabalhar com ele depois de tanto tempo que você o conhecia?

“É incrível. Eu senti algo como ‘Por que não fizemos isso antes?’. Mas realmente tudo tem seu tempo. Você pode dizer que conhece alguém por um tempo e isso te ajuda a se sentir confortável no estúdio e tudo mais. Foi definitivamente mais fácil trabalhar com ele do que qualquer outra pessoa porque nós nos conhecemos há muito tempo”.

Você está trabalhando pra caramba. Como se sente sendo parte de “Cinquenta Tons Mais Escuros” e “Cinquenta Tons de Liberdade”?

“É incrível ter um elenco tão bom. Eles realmente me ensinaram muito e ser parte de uma franquia tão grande é um elogio. Me abriu muitas portas e eu acho que esse é só o começo da minha carreira no cinema. Sinto-me triste por estar no final, mas tem sido uma jornada incrível”

Você acabou de lançar “For You”, com Liam Payne, para “Cinquenta Tons de Liberdade”. O clipe é muito luxuoso, com muitas imagens lindas. Como você curtiu as gravações nessa bela mansão?

“Foi legal, mas estava congelando. É perto de Nova Iorque, em Connecticut. Tudo estava lindo e foi divertido. Foi um prazer trabalhar com Liam e sim, foi muito extremamente legal porque eu também estou no filme. Fiquei muito feliz de fazer parte da trilha sonora.”

O que mais está te deixando ansiosa para o Grammy no domingo?

“Ansiosa para saber como o tapete vermelho vai ser. Vamos todas nos unir como mulheres e tem tido músicas realmente incríveis este ano. Mal posso esperar pelas apresentações.”

Você está animada em ser parte da resposta da indústria musical ao movimento Time’s Up no domingo?

“Sim. Estou usando a rosa branca esta semana, o que representa solidariedade com tudo o que tem acontecido, e muitas outras pessoas estão usando, então estou feliz em mostrar meu apoio”

Publicado em 26 de Janeiro de 2018 às 23:56
Categorizado em: Notícias