Na tarde de hoje fomos surpreendidos com uma grande e tensa notícia. Rita Ora, após 7 anos de contrato com a Roc Nation, entrou na justiça para sair de seu contrato com a empresa de Jay Z. O motivo: eles a abandonaram.

Segundo matéria divulgada pelo The Hollywood Reporter e retransmitida pela Billboard, Rita alega ter sido deixada de lado pela empresa, que deixou de investir nela (e em seu departamento musical), e a esqueceu na Sony Music. A Roc Nation, em 2013, trocou a parceria com a Sony por outra com a Universal Music, transferindo seu casting para a gravadora. Rita continuou na Sony, o que, para ela, é uma prova do descaso da empresa com sua carreira.

Ora passou a custear suas aparições na TV, músicas e clipes. No processo ela se refere como uma órfã da Roc Nation. No início de sua carreira, os executivos da gravadora participam ativamente das decisões de sua carreira porém, recentemente, ela não tem mais contato com as pessoas da empresa. Rita afirma que a Roc Nation passou a ter outros interesses, como o Tidal e o investimento no segmento esportivo, e ela se tornou a última na lista de prioridades.

O contrato de Rita com a gravadora existe de 2008, quando ela tinha 18 anos. É nisso que Rita se baseia para conseguir se desfiliar da Roc Nation. Na Califórnia, existe a “lei dos sete anos”, que estipula o prazo de sete anos para contratos de serviços pessoais. É uma lei controversa na indústria da música, porque os projeto tendem a demorar bastante tempo para serem concretizados, mas Rita notou que sete anos se passaram… e ela não quer mais continuar sob as asas do Jay Z.

Com a Roc Nation, Rita Ora lançou o álbum “ORA” em 2012 no Reino Unido. O plano era lançar um segundo álbum mundialmente no ano seguinte, mas isso nunca aconteceu. A cantora está há três anos trabalhando nesse sucessor, que foi deixado para 2016. A falta de apoio da gravadora talvez explique a diversificação de trabalhos da Rita, que passou a trabalhar com cinema e televisão. Ela foi técnica do “The Voice UK” em 2014 e jurada do “X-Factor UK” neste ano.

Vale lembrar que recentemente grandes artistas saíram da Roc Nation por causa do descaso da empresa com suas carreiras. Grandes nomes como M.I.A., Kylie Minogue e outras grandes cantoras, saíram da empresa pelo mesmo motivo: abandono. Não se sabe como ou quando Rita Ora lançará seu segundo álbum em meio à esse processo, visto que como é citado no processo, ela só teve a autorização de lançar um álbum dentro do seu contrato de cinco álbuns assinados, com liberdade para quebra de contrato. “O relacionamento de Rita com a Roc Nation está irrevogavelmente danificado. Felizmente para Rita, a legislação da Califórnia protege os artistas desses tipos de relacionamentos abusivos do qual ela está passando”, disse o advogado da cantora.

Vamos torcer por Rita e que ela finalmente dê seu passo em direção à liberdade.

(Com informações do POPLine)