No mês que vem, Rita Ora retorna em Cinquenta Tons de Liberdade como Mia Grey, num papel que evoluiu substancialmente em relação ao primeiro filme. Ela será sequestrada! Anastasia Steele (Dakota Johnson) tem que resgatá-la! “Tem mais ação do que antes”, diz Ora à ELLE Magazine.

Atuar é uma paixão emergente para Ora, cuja carreira musical tem se esquentado ainda mais esse ano. Ora lançou recentemente seu novo single de empoderamento, “Proud”, que é também inspirado por histórias pessoais de aceitação enviadas à ela pelo projeto The Open Mic da Absolut Vodka. Ora também lançou recentemente uma nova música com Liam Payne, para a trilha de Cinquenta Tons de Liberdade, chamada “For You”.

Aqui, Ora fala tudo sobre o último filme da franquia Cinquenta Tons (e revela que a melhor parte do filme é exatamente o que você acha que é), e o que a inspira a levantar da cama e arrasar todos os dias.

“Proud” é inspirada pelas histórias pessoais que você recebeu pelo Open Mic Project. Como elas moldaram a letra da música?
O Open Mic Project usa a música para encorajar mais aceitação no mundo de hoje em dia, independentemente de sua história ou crença. Coletei centenas de histórias reais de aceitação, o que eu acho muito inspirador de se ler, realmente fez o processo de composição mais fácil, e “Proud” aconteceu de uma noite para a outra. Teve uma outra compositora incrível envolvida, seu nome é Raye, ela é uma das minhas meninas, e nós simplesmente trabalhamos para fazer da música algo sobre as pessoas no lugar de alguma história individual.

O que você espera que as pessoas guardem da música quando elas a ouvirem?
Eu espero que elas se sintam encorajadas e possam assumir o controle de alguma forma, de qualquer jeito que elas possam. Definitivamente amo quando ouço uma música e eu penso “vou levantar e arrasar hoje”, e eu espero que é isso que eu esteja oferecendo para as pessoas.

Você está aparecendo em Cinquenta Tons de Liberdade no mês que vem como a irmã de Christian Grey, Mia. Você pode me falar um pouco sobre seu papel?

Sou sequestrada e é definitivamente uma cena de crescimento, é muito animador ser uma parte disso.

Como foi filmar essas cenas?
Incrível. Gravamos tudo em Vancouver e foi uma experiência incrível. Estava animada porque eu definitivamente tive um papel maior no filme e eu acabei amando cada um da equipe e elenco, incluindo Dakota [Johnson, que interpreta Anastasia Steele] e Jamie [Dornan, que interpreta Christian Grey], e todos apoiavam uns aos outros.

Foi meio triste ter que finalizar, acho que foi por causa de ser o último filme, mas é muito animador ao mesmo tempo. Tem mais ação do que antes. Tem os momentos em que eu sou sequestrada. Tem cenas de luta. É muito legal.

Você teve que aprender técnicas de combate?
Não, eu não estava lutando. Eu era a que ficou amarrada numa cadeira. Foi Dakota fazendo isso (de luta). Foi legal.

O quanto Mia evoluiu ao longo dos três filmes?
Creio que ela evoluiu muito. Ela nunca foi feita pra ser um personagem desse tamanho, para ser sincera, e eu acho que conforme o tempo foi passando, o sucesso do filme nos deu a oportunidade de desenvolver meu papel. E agora fez tudo ser mais legal e animador. Porque agora eu sinto que a parte de Mia como irmã adotiva brilhou e agora tem a música [“For You”]. Mal posso esperar para cantar ao vivo.

Vocês filmaram um clipe para essa música?
Sim, gravamos antes do Natal.

Ele vai sair perto do lançamento do filme?
Com certeza. Eu acho que sai em uma semana ou algo assim. É muito legal, é em uma mansão, é glamouroso. É lindo, na realidade.

Como foi trabalhar com Liam no set do clipe?
Ele é muito profissional e isso é divertido. Obviamente ele tem muita experiência em tudo e eu definitivamente fiz um grande amigo ao longo do processo. Ele é realmente uma pessoa amável e é uma alegria poder trabalhar com ele.

Tem alguma cena que você acha que os fãs irão particularmente gostar em Cinquenta Tons de Liberdade?
Acho que todas as cenas ousadas e divertidas. Será legal.

Esse papel fez você atuar mais?
Sim, eu amaria. Gostaria de fazer vários filmes.

Que tipo de papel você gostaria de fazer?
Para mim, é sempre de acordo com o roteiro. Amaria fazer coisas que envolvem poder, ou talvez algo como uma super-heroína.

Fiquei sabendo que sua turnê na Europa esgotou. O que você pode adiantar para seus fãs sobre o que esperarem sobre suas performances?
Muitas novas músicas e muita diversão. Definitivamente será um grande momento de celebração. Não tenho estado na estrada há alguns anos, então será como ter uma grande festa. E depois eu acho que irei fazer alguns shows isolados nos Estados Unidos, então fiquem de olho.

O que você pode adiantar sobre o progresso de seu novo álbum, ou se teremos mais músicas esse ano?
Meu álbum sai esse ano, é cheio de amor, perda, poder e umas colaborações muito legais. Mal posso esperar para lançá-lo.